Sites Grátis no Comunidades.net
 Ciência Inconvencional em Casa 
Obtenção de Reagentes

Alguns Princípios Simples para a Obtenção de Reagentes para o Homelab

 

 

O sonho inconsciente de todo cientista e químico amador é tentar aplicar na prática a teoria que foi aprendida para evitar se tornar um químico "teórico" (também conhecido lá fora como "Armchair Chemist") que gosta de falar de experiências e seus detalhes, mas nunca fez nada, só os conhece pelos livros. Esses caras são mais comuns do que se imagina (no orkut pelo menos tem um monte deles). Fixe

 

Mas como começar a praticar a teoria sem ter nenhum reagente?

Bom, você poderia pensar, o melhor lugar para obter reagentes é o laboratório de química da escola ou universidade e ser tentado a pegar algo de lá escondido para si. Muitos ficam mesmo tentados e outros o fazem. Eu particularmente não gosto disso, por dois motivos: primeiro, e mais óbvio, é que você pode se envolver em confusão e mesmo com polícia (roubo de qualquer coisa é crime) e segundo, é MUITO mais divertido fazer seus próprios reagentes apartir de reagentes disponíveis no mercado comum (reagentes também chamados lá fora de "OTC" - "Over The Counter"), é engraçado, mas eu tenho um sonho que é um dia obter independência total de lojas de reagentes, produzindo os meus próprios.. Isso é uma delícia até para o ego. Você pode até nunca usar o reagente que você sintetizou em alguma experiência, mas fica feliz por saber que VOCÊ fez e que, ao menos esse reagente, se um dia não for mais vendido na loja em que você costuma comprar, pode ser feito por você; isso é sensação de independência! Bom, ainda não consegui concretizar esse sonho por completo, algumas sínteses são bem difíceis/perigosas e outras envolvem elementos que você não consegue encontrar com muita facilidade (por exemplo, eu nunca achei uma fonte DECENTE de cromo puro, logo fiquei naturalmente impedido de tentar sintetizar cromato/dicromato de potássio, por isso, e pela razão de que é uma síntese perigosa, escolhi comprar numa loja de produtos químicos).

 

Bom, aposto que alguma vez na vida, num corredor de supermercado, você leu a "composição" do rótulo de algum produto antes de comprá-lo. Por incrível que pareça, esse simples ato é um dos melhores recursos que o químico amador pode ter disponível. Torne-o um hábito. Tire a bunda da cadeira , faça um tour e explore a região em volta de você! Você vai se surpreender com a quantidade e variedade de substâncias químicas que podem ser adquiridas através da compra de algum produto comum no comércio (OTC). Comece a visitar mais os supermercados, lojas de conveniência, postos de gasolina, mercearias, floriculturas e lojas de adubos e insumos agrícolas, casas de caça e pesca, depósitos de material de construção, lojas de tinta, lojas que vendem material para artesanato (argilas, tintas para telas, vários tipos de papel, etc), papelarias, lojas que vendem material para produção de sabão/perfumes, lojas de material de limpeza, lojas que vendem material e equipamento para piscinas  e tudo mais que puder visitar, sempre com os dois olhos atentos aos rótulos que podem aparecer na sua frente. Mesmo lojas que aparentemente podem não ter ligação alguma com "reagentes químicos" pode vir a ser uma boa fonte de materiais, por exemplo numa loja de componentes eletrônicos você pode encontrar com facilidade "percloreto" de ferro anidro (FeCl3) e álcool isopropílico (isopropanol). Logicamente, você também pode visitar diretamente uma loja de reagentes químicos, mas... Não tem a mesma graça! Indeciso

 

Um coisa muito boa de se notar é que existe uma grande diferença no que pode ser encontrado nessas lojas quando as regiões em que elas se situam é diferente. Por exemplo, se você vive numa área rural do interior, pode reparar que a loja de adubos ou distribuidor de insumos agrícolas da sua região tende a vender adubos e insumos químicos muito interessantes e de relativa pureza, como nitratos (Nitrato de sódio, de potássio , de amônio, de cálcio, de cálcio-amônio, etc), sulfatos (como sulfato de amônio, sulfato ferroso, sulfato de cobre, de manganês, etc) , uréia, etc. Já em grandes centros urbanos, as lojas de jardinagem e de adubos em geral deixam muito a desejar e poucos, se nenhum, adubos mais puros podem ser encontrados, a maioria são adubos compostos (blendados) que são praticamente inviáveis de purificação no homelab. A razão para isto é que grandes fazendeiros e produtores do interior tendem a comprar grandes quantidades de adubos e outros insumos puros (mais baratos) para usá-los em suas plantações, quando uma mistura é desejada, é mais barato para eles comprarem os adubos puros e misturá-los antes da aplicação. Já os adubos de lojas urbanas geralmente são misturas mais destinadas a fornecer todos os nutrientes necessários a culturas de jardim e outras areas pequenas que se tem na maioria das casas. Por essa razão, o conhecimento dos códigos usados nos rótulos de adubos químicos para descrever seu conteúdo, particularmente o NPK, é vital para o químico amador fazer uma boa compra. Este detalhe é fácil de ser aprendido e será explorado mais adiante.

 

Muitas pessoas não tem paciência para prestar atenção a todos estes detalhes e pensam em simplesmente pegar o catálogo, olhar nas páginas amarelas e começar a ligar para lojas de produtos químicos e perguntar preços de ácidos, bases, oxidantes.. Infelizmente hoje em dia a paranóia é grande e em geral muitas pessoas do outro lado da linha ficam desconfiadas quando alguém pergunta por produtos químicos, especialmente produtos "suspeitos" como oxidantes, ácidos, solventes e outros reagentes como fósforo, iodo,etc. Eu geralmente não confio muito nas lojas de produtos químicos, mas compro muita coisa lá porque facilita muito meu hobby. Por exemplo, ácido sulfúrico é uma coisa usada direta ou indiretamente na maior parte dos processos químicos, tanto na indústria quanto em experiências em casa (de fato, o ácido sulfúrico só perde em utilização na indústria para a água!). O ácido concentrado é o de maior utilidade, já que algumas sínteses e usos só funcionam com a forma concentrada. Contudo, a preparação de ácido concentrado em casa (usualmente fervendo ácido de bateria), além de consumir tempo e energia é uma operação extremamente perigosa, liberando vapores tóxicos e corrosivos de H2SO4/SOx e  com o risco de ácido quente (> 300°C!) espirrar em você.  Por esta razão, é muito mais cômodo, seguro e barato comprar o ácido técnico na loja, mesmo que seu CPF, RG e comprovante de residênsia sejam necessário (por lei, a venda do ácido sulfúrico concentrado é controlada. Uma pessoa física , maior de idade, pode comprar no máximo apenas 2 litros por mês e deve apresentar RG, CPF e comprovante de residência).  Eu não me importo com informações sobre mim sendo coletadas, já que minhas  intenções são boas. Nunca matei e nunca feri ninguém e nunca vai ser minha intenção ferir ou matar. Portanto, eu não tenho nada a temer, apenas estou usando do meu direito de poder comprar uma substância controlada. Química é o meu hobby e hoje eu falo isso para a maioria que me perguntar (com algumas exceções, veja abaixo), sem vergonha ou receio.

 

Isto nos leva a outro ponto interessante da química amadora: a legalidade. Não existe lei contra a química amadora, embora alguns processos que possam ser feitos, conscientemente ou não, sejam ilegais, como por exemplo a manufatura de entorpecentes. Portanto, para ter sossego em sua vida e em seu hobby, afaste-se dessa ilegalidade igual o capeta foge da cruz.

 

Muitas vezes você pode ganhar olhares estranhos ou mesmo ser perguntado por algum vendedor sobre o químico que você está comprando.

Nesta hora, existem basicamente duas coisas que podem ser feitas.

 

Uma delas é inventando uma história convincente (por exemplo, você comprou ácido muriático em um pequeno mercado e na hora de pagar é perguntado pelo vendedor para quê quer usar aquilo. Você pode dizer que é para diluir e remover ferrugem de alguma ferramenta ou fazer uma limpeza pesada em alguma parte da casa). Enfim, algo que seja convincente. Conhecer de antemão os usos comuns em casa da substância que você pretende comprar ajuda muito nesta hora. Para conhecer estes usos, ler um livro, perguntar ao tio google, enfim, ter curiosidade, não faz mal nenhum...

 

A outra alternativa é simplesmente ser honesto, dizer que tem a química como hobby, gosta de fazer diversos experimentos legais e que está apenas equipando seu laboratório caseiro.

 

Infelizmente, no caso da segunda opção, muita gente não entende nada de química como hobby e muito menos de laboratório caseiro. Para estas pessoas que só sabem ver telejornal, química é uma coisa ruim e qualquer um que tenha um laboratório em casa é suspeito, "pode fazer drogas", ou "pode explodir sua casa". Enfim, grande parte dessa má imagem que a química caseira possui é causada pela mídia (você por acaso já viu em algum jornal alguma notícia envolvendo coisas boas em um laboratório em casa? O que quase sempre passa nos jornais nesse sentido possui os termos "foi descoberto um laboratório clandestino" e "drogas").  Essa má e falsa (na maioria dos casos) imagem precisa ser combatida. Na minha opinião, um modo seria esclarecendo as pessoas a sua volta de que você usa tudo aquilo como uma poderosa ferramenta de aprendizado e diversão nas horas vagas. Por essa razão eu conto a maioria das pessoas que me perguntam que química é o meu hobbie preferido e o porquê.  Infelizmente é preciso ter malícia as vezes,  pois algumas pessoas são muito "cabeça-duras" e mesmo explicando não entendem. Outras não querem nem saber e acham errado isso. Ambos os tipos podem criar problemas com você, que embora (em geral) não sejam grandes problemas (isto é, se você está dentro da legalidade), podem chegar a te assustar e mesmo desencorajá-lo a continuar praticando um hobbie tão sublime. Para esses tipos de pessoa, eu simplesmente finjo que não sei de nada, vivo a minha vida e deixo elas viverem as delas.

 

Infelizmente, com a crescente violência não só no nosso país, mas no mundo, venho pensando cada vez mais que qualquer esforço em remediar a imagem da química caseira de verdade tende a ser inútil, porque a força da mídia é muito maior, mais impactante e muito mais abrangente. Portanto, infelizmente, a primeira opção vem se tornando cada vez mais recomendada a um químico amador que queira realizar seu hobbie com sossego e privacidade. 

 

Por isso, se você gosta mais da primeira opção, vou dizer outras dicas simples para aumentar seu sucesso.

 

Uma dica boa, é junto com os reagentes OTC, fazer a compra normal da semana ou do mês. Por exemplo, teve um dia que eu fui no supermercado local e comprei ácido muriático, amônia usada para descolorir pelos (5%), acetona (removedor de esmalte), etanol hidratado, sal de cozinha e alguns recipientes; mas eu não chamei muita atenção pois ao mesmo tempo eu fiz as compras da semana (frutas, verduras, legumes, um pouco de pão, carne, refrigerante, biscoitos, papel-toalha, etc).

 

Uma outra dica é se for possível levar alguém com você em suas "expedições"; claro, alguém que de preferência pareça inofensivo. Mulheres são muito bem vindas nesta hora (irmã, alguma amiga, namorada ou mesmo mãe, se ela não acha seu hobbie uma coisa ruim). E se você que está lendo esse texto é mulher, saiba que tem ainda mais vantagens neste sentido.. Além de parecer mais inofensiva, em última instância você poderia até  jogar um "charme" para distrair o vendedor de suas compras e tudo ficar mais fácil para você, claro isto se você não for muito feia (ahaha como eu tenho a manha de ser chato! Língua de fora ).

 

Em todo caso, inventando uma história ou dizendo a verdade, mantenha sua postura de cidadão que tem o direito legítimo de poder comprar qualquer ácido ou solvente do comércio sem nenhum tipo de constrangimento. Se alguém te perguntar  porquê você quer comprar determinado produto químico ou o quê vai fazer com aquilo, não seja evasivo. Não tente evitar o contato visual ("olho no olho") e muito menos se recuse a responder a alguma pergunta. Mantenha a postura e ao mesmo tempo fique relaxado, olhe tudo de uma maneira natural e feliz (ajustadamente feliz, não super entusiasmadamente feliz, que é provável de o químico amador ficar ao ver algum químico muito interessante na sua frente). Esteja bem vestido. Use roupas comuns, sem muita extravagância mas também que não estejam surradas que nem roupa de mendingo ou que pareçam com roupas de bandido/drogado. É mais importante ter em mente todas essas considerações, especialmente se você for em alguma loja especializada em produtos químicos. Naturalmente os vendedores de lá tendem a ter muito mais desconfiança que os vendedores de outros tipos de lojas.

 

 

 

 

 

 

 

 
Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net